COVID-19: PFIZER GARANTE 95% DE EFICÁCIA DA VACINA

Cerca de 50 milhões de doses podem estar disponíveis até ao fim do ano

A farmacêutica Pfizer terminou , esta quarta-feira , os ensaios clínicos da vacina contra a covid-19. Os resultados que foram obtidos garantem uma eficácia de 95% do produto. A empresa norte-americana adianta ainda que não foram registados efeitos secundários graves nos voluntários dos ensaios.

Os dados revelados pela Pfizer, que está a desenvolver a vacina com a BioNtech, ficam acima dos 90% anunciados.  Sendo assim, esta passa a ser a vacina com maior eficácia anunciada, depois dos 94,5% da  norte-americana Moderna.

A ser autorizado pela tutela – a Food and Drug Administration -, a farmacêutica adianta que cerca de 50 milhões de doses podem estar disponíveis até ao fim do ano, com 1.3 mil milhões a chegarem no último semestre de 2021.

Os testes à vacina incluíram quase 44 mil voluntários, metade dos quais recebeu as duas doses. Os resultados mostram que a eficácia do fármaco é consistente com todas as idades e etnias.

Em Portugal, segundo a  ministra da Saúde, Marta Temido, as primeiras vacinas devem começar a ser distribuídas já em janeiro.